Análise semântica de capas tipográficas de livros feministas

discussões sobre performatividade de gênero

Autores

DOI:

https://doi.org/10.51358/id.v18i2.932

Resumo

Neste artigo, argumentamos que os livros materializam valores culturais e são um campo de disputa política e social. Desconsideramos a ideia de transparência da tipografia e enfatizamos a sua dimensão semântica, a fim de compreendermos o uso da tipografia em capas de livro. Desse modo, identificamos contrastes na performatividade de gênero do senso comum e aquela encenada nas tipografias de capas de livros feministas. Finalmente, realizamos uma pesquisa com mulheres acerca dos valores semânticos designados, primeiro, para os desenhos tipográficos e, depois, para a composição das capas de cinco livros feministas contemporâneos. A partir dos resultados de questionários compostos de escalas de diferencial semântico, apresentamos as diversas confluências e divergências de interpretações das instâncias tipográficas. Apesar da diversidade de resultados, nenhuma das capas se inclina para a performatividade hegemônica de gênero encenada no senso comum.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-10-18

Como Citar

Araujo Ferraz Oliveira, G., & Lima, S. (2021). Análise semântica de capas tipográficas de livros feministas: discussões sobre performatividade de gênero. InfoDesign - Revista Brasileira De Design Da Informação, 18(2). https://doi.org/10.51358/id.v18i2.932