Conservatism in Digital Trends

Findings from a differentialist analysis of influence graphs

Autores

  • Frederick Marinus Constant van Amstel PUCPR

DOI:

https://doi.org/10.51358/id.v18i2.933

Resumo

Digital trends are signs of imminent social changes that appear linked to the use of digital technologies. It is believed that digital media, due to its decentralized structure, induces more radical differences than centralized analog media. The aim of this research is to assess the potential for social differentiation implied in the dissemination of trends by digital media. To achieve this end, the research analyzed a corpus of 1,700 digital trends mapped on graph visualizations. Interpreting the results through Henri Lefebvre's materialist-dialectical differentialism, this research came to the conclusion that digital trends produce minimal differences, that is, they tend to maintain the status quo instead of questioning it, contradicting their association with phenomena such as revolution, disruption and innovation. In addition to investigating this specific issue, this research points towards possible collaborations between Information Design and Digital Humanities fields.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Frederick Marinus Constant van Amstel, PUCPR

Frederick van Amstel é professor do Departamento Acadêmico de Desenho Industrial (DADIN) da UTFPR, aprovado no primeiro concurso público para a cadeira Design de Serviços/Design de Experiências no Brasil. Considerado um dos profissionais pioneiros da área, Frederick edita o blog Usabilidoido desde 2003 e coordena a Plataforma Corais desde 2011. Bacharel em comunicação (UFPR) e mestre em tecnologia (UTFPR), Frederick buscou em sua tese de doutorado (Universidade de Twente) uma aproximação entre a arquitetura e o design de serviços para identificar contradições em projetos participativos. Atualmente, pesquisa a prospecção de relações sociais e ecológicas através do design. Suas pesquisas já foram publicadas em periódicos internacionais de alto impacto, tais como Design Studies, Building Research & Information, Futures e Digital Creativity. Está interessado em temas como Design de Interação, Interação Humano-Computador, Design Participativo, Inovação Social, Inovação Aberta, Design Especulativo, Jogos Sérios e Visualização de Dados.

Downloads

Publicado

2021-10-18 — Atualizado em 2021-10-20

Versões

Como Citar

van Amstel, F. M. C. (2021). Conservatism in Digital Trends: Findings from a differentialist analysis of influence graphs. InfoDesign - Revista Brasileira De Design Da Informação, 18(2). https://doi.org/10.51358/id.v18i2.933 (Original work published 18º de outubro de 2021)