Cópias escolares, anotações de graduandos e resumos criativos do #Studygram: reflexões sobre a organização da escrita à mão

Autores

  • Renata Cadena IFPB
  • Wingrid Maria Dunes Ribeiro
  • Melícia Yslannye Pereira de Oliveira de Lima França
  • Solange Galvão Coutinho

DOI:

https://doi.org/10.51358/id.v18i2.936

Resumo

Este artigo inicialmente apresenta um framework para análise da organização gráfica de textos baseado na observação das formatações aplicadas à linguagem verbal – as chamadas ferramentas textuais gráficas –, assim como o arcabouço teórico utilizado para desenvolvê-lo. O framework é utilizado para entender a configuração da escrita à mão em três contextos: na escrita de crianças e professores do ensino fundamental; em anotações de graduandos em Design Gráfico; e, por fim, nos resumos temáticos e criativos compartilhados na comunidade Studygram, na rede social Instagram. Os resultados apontam que, apesar da formação, estudantes de Design fazem anotações com estrutura semelhante àquela desenvolvida na escola, enquanto os resumos criativos elaborados pelos studygrammers apresentam uma diversidade gráfica maior que a dos dois outros grupos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-10-18

Como Citar

Cadena, R., Dunes Ribeiro, W. M., Pereira de Oliveira de Lima França, M. Y., & Galvão Coutinho, S. (2021). Cópias escolares, anotações de graduandos e resumos criativos do #Studygram: reflexões sobre a organização da escrita à mão. InfoDesign - Revista Brasileira De Design Da Informação, 18(2). https://doi.org/10.51358/id.v18i2.936