Storytelling in data visualization: information bias

Autores

DOI:

https://doi.org/10.51358/id.v18i3.900

Resumo

Storytelling is shown as an effective approach to humanize information perception. However, its potential to build a biased view of the information contents is often neglected. Moreover, narrative understanding and emotion may interfere with data visualization comprehension. In this research, we evaluated how users perceived the information in two different configurations: One with a report with graphs and narrative side notes texts, and the second with a redesigned fully annotated content. The test compared the two groups in both qualitative and quantitative methods. The quantitative results were obtained by a survey and statistically analyzed with a T-Test. This indicated that the condescending storytelling approach augmented the perception of the effect signaled by the presented narrative. Also, the qualitative results collected afterward by interview and focus group have shown that, as the readers of narrative models perceived a higher intensity of the effect, they have also expected an even higher result from the selected data. The final analysis of the experiment helped to indicate that ordering, highlights, and semantics have a strong role in how the narrative influences the perception of the reader.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaqueline Vasconcelos Braga, Universidade de Brasília (UnB)

Mestra em Design de Informação e Interação pela Universidade de Brasília (UnB - DF/2018-); MBA em Comunicação e Semiótica pela Universidade Gama Filho (UGF-RJ / 2012) e bacharelado em Design de Comunicação pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO / 2008). É estatutária como Analista de Gestão Governamental na área de Artes Visuais e Design Gráfico pela Agência Brasil Central (agência oficial de comunicação do Estado de Goiás) desde 2010, tendo atuado desde então junto à ABC, Organização das Voluntárias de Goiás, Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos e Centro de Ensino e Aprendizagem em Rede da Universidade Estadual de Goiás. Tem formação complementar em Música, com habilitação em Educação Musical, atuando junto à Orquestra Jovem de Goiás e Orquestra Jovem de Anápolis-GO. Possui experiência na área de desenho industrial gráfico, com ênfase em design de comunicação visual, atuando principalmente nos seguintes temas: Visualização de informações, editoração, arquitetura de informação, design de comunicação, UX/UI e produção de recursos em mídias audiovisuais.

Tiago Barros Pontes e Silva, Universidade de Brasília (UnB)

Professor do Departamento de Desenho Industrial da Universidade de Brasília desde 2006, atua na área de Design de Interação com foco em sistemas complexos, interfaces para web, portabilidade, ubiquidade, redes sociais e jogos. Doutor em Arte pela Universidade de Brasília na linha de Arte e Tecnologia, na qual realizou uma pesquisa no campo da Arte Computacional Evolutiva sobre Vida Artificial, sistemas autopoiéticos e emergência a partir de um Sistema Complexo Adaptativo concebido por Algoritmos Genéticos e Inteligência Artificial em Enxame. Mestre em Psicologia Social e do Trabalho pela Universidade de Brasília com ênfase em Ergonomia Cognitiva aplicada à ambientes e interfaces, onde estudou a apresentação da informação em artefatos portáteis a partir do repertório teórico e metodológico da Psicologia Cognitiva. Bacharel em Design formado nas Habilitações de Projeto de Produto e Programação Visual pela Universidade de Brasília.

Downloads

Publicado

2021-12-21

Como Citar

Vasconcelos Braga, J., & Barros Pontes e Silva, T. (2021). Storytelling in data visualization: information bias. InfoDesign - Revista Brasileira De Design Da Informação, 18(3). https://doi.org/10.51358/id.v18i3.900

Edição

Seção

Artigos