(In)acessibilidade digital

Autores

  • Laís C. Licheski UTFPR
  • Luciane Maria Fadel UFSC

DOI:

https://doi.org/10.51358/id.v10i2.185

Palavras-chave:

acessibilidade, internet, W3C

Resumo

Este artigo verifica a acessibilidade digital no Portal do Estado do Brasil. Assim, revê brevemente as normativas sobre acessibilidade digital a nível nacional e internacional e aplica o checklist sugerido pelo e-MAG no Portal alem das recomendações do WCAG 2.0. Os resultados indicam que embora este checklist indique apenas 4 itens para verificação da acessibilidade, nenhum destes itens pode ser verificado no Portal. Tão pouco foram verificadas as recomendações listadas no documento no WCAG 2.0. Assim, este artigo alerta para a necessidade de investigação ética para a acessibilidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Laís C. Licheski, UTFPR

Atualmente é professora da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, em cursos de Tecnologia, Bacharelado e de Especialização na área de Design. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Métodos e Técnicas de Ensino, atuando principalmente nos seguintes temas: comunicação visual, design gráfico, produção gráfica, design de informação, história da arte, mídias eletrônicas e semiótica.

Luciane Maria Fadel, UFSC

Atualmente é professora adjunta do Departamento de Expressão Gráfica da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Design Experiencial com ênfase em Interação Humana-Computador, atuando principalmente nos seguintes temas: design de interação, interface, user experience e animação.

Downloads

Publicado

2013-12-14

Como Citar

Licheski, L. C., & Fadel, L. M. (2013). (In)acessibilidade digital. InfoDesign - Revista Brasileira De Design Da Informação, 10(2), 104–122. https://doi.org/10.51358/id.v10i2.185

Edição

Seção

Artigos