Cartazes urbanos acessíveis a pessoas cegas: proposta de um modelo de design para todos, baseado numa solução mobile

Joana Pimparel Mineiro, Ana Margarida Almeida, Catarina Lélis

Resumo


O presente artigo apresenta uma investigação em curso cujo principal propósito é explorar a área da acessibilidade a pessoas cegas, procurando compreender como um cego consegue “ver” um cartaz de rua. Pretende-se conhecer e estudar como estes indivíduos interagem com o espaço urbano e compreender quais as melhores estratégias e paradigmas de interação a utilizar neste contexto. A principal finalidade é, pois, contribuir para a construção de um espaço urbano mais acessível, como forma de proporcionar a divulgação e a inclusão de todos. Assim, de forma a analisar e validar estas melhores estratégias, foi construído um protótipo, baseado numa solução mobile, em que a sua função é, sem dúvida, o ponto-chave e dominante neste processo. Nas diferentes secções do artigo apresentamos o enquadramento desta temática, o processo de desenvolvimento do referido protótipo assim como a metodologia utilizada durante o seu desenvolvimento e as conclusões perante a observação dos dados recolhidos no sistema adotado.


Palavras-chave


acessibilidade; cegos; cartazes; espaço urbano; design para todos; soluções mobile

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.